Leitura

Amar a Deus, Amar as Pessoas, Amar a Vida

A Igreja que Agora Vejo

A igreja que eu vejo é uma igreja global. Uma grande igreja, centrada em Cristo, fundamentada na Bíblia, que alcança e influencia o mundo, mudando formas de pensar e empoderando pessoas para que liderem e impactem em todas as áreas da vida.

Eu vejo uma família global: uma casa com muitos cômodos trabalhando com uma visão unificada. Eu vejo uma igreja apostólica em seu chamado, visionária em sua natureza; comprometida a corajosamente impactar milhares para Cristo em cidades relevantes e nações por toda a terra com a maior de todas as causas, a causa do nosso Senhor Jesus Cristo.

Vejo uma igreja que defende e incentiva a causa das igrejas locais em todos os lugares, encorajando-as a ser tudo o que Deus as chamou para ser. Uma igreja que recusa a se contentar com os triunfos do passado, mas está constantemente olhando para o futuro, com uma visão que inspira e influencia a muitos.

Posicionados no coração da cultura, em grandes e diversificados centros urbanos, vejo prédios que têm dificuldade de acolher o crescimento de tudo o que Deus está fazendo; ocupando territórios e lugares que são milagrosamente providos e impossíveis de se ignorar.

Eu vejo uma igreja que é grande o suficiente para sonhar em uma escala global, mas ainda assim pessoal o suficiente para que cada UM encontre o seu lugar. Vejo uma igreja que chama com um “Bem-Vindo a Casa” cada homem, mulher e criança que entra por suas portas.

A igreja que vejo é uma igreja adoradora cujas canções refletem tanta paixão por Cristo que muitos podem contemplar Sua magnificência e poder. Um som distinto que flui de uma igreja saudável, contagiante em espírito, criando música que ressoa desde vilas e tribos até grandes cidades e nações.

Vejo uma igreja que está inovando constantemente; uma igreja que lidera na comunicação de uma mensagem eterna através da mídia, filmes e tecnologia. Uma igreja com uma mensagem que chega às pessoas do mundo todo através de suas telas de televisão, levando Jesus a casas, palácios e prisões igualmente.

Vejo uma igreja com um Centro de Formação de Líderes de padrão internacional, que levanta, equipa e empodera gerações de líderes jovens e ungidos de todo o mundo. Graduados que servem a Deus em todas as áreas da sociedade, chamados para ser sal da terra com ministérios e igrejas dinâmicas por todos os continentes do mundo.

Vejo uma igreja agraciada com camadas de líderes “únicos em sua geração”, que são naturalmente talentosos, espiritualmente potentes e genuinamente humildes. Líderes que estão dispostos a pagar o preço para impactar cidades e nações com igrejas relevantes que glorificam a Deus.

Eu vejo uma igreja cuja liderança está unida em seu compromisso pela autenticidade, credibilidade e qualidade do seu coração. Líderes que ousam ser eles mesmos, mas ainda assim vivem na certeza de que “aquilo que eles fazem parte é maior do que o papel que desempenham”.

Eu vejo uma igreja comprometida com uma rede inovadora que conecta centenas de milhares de pastores e líderes, e os equipa para florescerem. Uma rede comprometida com a unção de apostolado de líderes que são insaciáveis para ver a Igreja de Jesus Cristo se levantar e viver toda a vida que ela tem para viver… Sua gloriosa Igreja.

Vejo igrejas com o mesmo espírito em cidades de influência, que são exemplos de fidelidade manifestados de forma sólida e concreta. Igrejas com uma provisão sobrenatural de prédios e propriedades que se levantam como faróis de luz que trazem glória a Deus e esperança para a humanidade.

Eu vejo uma igreja que ama a Deus, ama as pessoas e ama a vida. Jovem em espírito, generosa de coração, cheia de fé em sua confissão, amorosa por natureza e inclusiva nas suas expressões.

Sim, a igreja que eu vejo está comprometida a levar o amor e a esperança de Cristo para situações impossíveis, através da pregação do evangelho, e um mandato que nos impulsiona a fazer tudo o que podemos para trazer ajuda e solução a um mundo necessitado. Com Jesus como cabeça, o Espírito Santo como ajudador e cujo foco é a grande Comissão.

– Brian Houston 2014

Carta a Deus

Meu querido Deus, eu espero que você receba a minha carta e que sinta as minhas palavras. Eu rezo para que você faça com que aqui em baixo se torne um lugar melhor. Nós não precisamos de tecnologias muito evoluídas, ou de carros que andem a altas velocidades, ou de arranha-céus. Também não precisamos de grandes templos e igrejas sumptuosas. Deus, meu Senhor, nós só precisamos de mais paz e mais amor, mais generosidade, compaixão, mais altruísmo. Deus, eu sei que você criou um mundo com capacidade para dar comida suficiente para todos, e casas suficientes para todos. Mas Deus, desde que o mundo é mundo, as coisas parecem que estão sempre piorando. Eu sei, a culpa é do homem. Acho que não estamos fazendo a nossa parte, mas nós somos os seus filhos e precisamos de ajuda. Estamos perdidos e muitos de nós preferem não acreditar que podem confiar no Senhor. Deus, me desculpe incomodar. Mas eu me sinto realmente revoltado com a morte de tantas crianças inocentes em guerras, e com tantas outras injustiças… É triste ver sonhos de vida destruídos pela violência e pela ganância, e ver as riquezas da terra sendo disputadas e monopolizadas em vez de serem usufruídas por todos! Deus, não sei se o Senhor tem estado muito atento, e eu sinto muito em lhe dizer isso, mas acho que estão destruindo o mundo que você criou. Por isso, quero lhe pedir que olhe por nós. Nem todos são maus, muitos inocentes estão sofrendo… Deus, quero lhe pedir que menos lágrimas de dor e sofrimentos caiam, que menos sangue banhe o chão. Deus, eu rezo para que a paz caia sobre os homens. Espero que escute as minhas preces! Amém!

Vejo uma igreja com um Centro de Formação de Líderes de padrão internacional, que levanta, equipa e empodera gerações de líderes jovens e ungidos de todo o mundo. Graduados que servem a Deus em todas as áreas da sociedade, chamados para ser sal da terra com ministérios e igrejas dinâmicas por todos os continentes do mundo.

Vejo uma igreja agraciada com camadas de líderes “únicos em sua geração”, que são naturalmente talentosos, espiritualmente potentes e genuinamente humildes. Líderes que estão dispostos a pagar o preço para impactar cidades e nações com igrejas relevantes que glorificam a Deus.

Eu vejo uma igreja cuja liderança está unida em seu compromisso pela autenticidade, credibilidade e qualidade do seu coração. Líderes que ousam ser eles mesmos, mas ainda assim vivem na certeza de que “aquilo que eles fazem parte é maior do que o papel que desempenham”.

Eu vejo uma igreja comprometida com uma rede inovadora que conecta centenas de milhares de pastores e líderes, e os equipa para florescerem. Uma rede comprometida com a unção de apostolado de líderes que são insaciáveis para ver a Igreja de Jesus Cristo se levantar e viver toda a vida que ela tem para viver… Sua gloriosa Igreja.

Vejo igrejas com o mesmo espírito em cidades de influência, que são exemplos de fidelidade manifestados de forma sólida e concreta. Igrejas com uma provisão sobrenatural de prédios e propriedades que se levantam como faróis de luz que trazem glória a Deus e esperança para a humanidade.

Eu vejo uma igreja que ama a Deus, ama as pessoas e ama a vida. Jovem em espírito, generosa de coração, cheia de fé em sua confissão, amorosa por natureza e inclusiva nas suas expressões.

Sim, a igreja que eu vejo está comprometida a levar o amor e a esperança de Cristo para situações impossíveis, através da pregação do evangelho, e um mandato que nos impulsiona a fazer tudo o que podemos para trazer ajuda e solução a um mundo necessitado. Com Jesus como cabeça, o Espírito Santo como ajudador e cujo foco é a grande Comissão.

– Brian Houston 2014